HISTÓRIA DO EXU CORCUNDA

Em 1 de novembro de 1478, 288 pessoas foram queimadas, enquanto setenta e nove foram condenadas à prisão perpétua. Em fevereiro de 1482 o Papa autorizou a nomeação de mais sete dominicanos como Inquisidores, entre eles, Tomás de Torquemada. Este viria a passar à história como a face mais aterrorizante da Inquisição. Em abril de 1482, o próprio Papa emitiu uma bula, na qual concluía: ¨A Inquisição há algum tempo é movida não por zelo pela fé e sim pela busca de riqueza

A HISTORIA DO EXU CORCUNDA

Uma caravana atravessa a região central da Espanha em um dos mais fortes invernos da Europa, era preciso atravessar aquelas terras em silencio pois o povo dali não via os forasteiros com bons olhos .
Juana e Ramiro Kalbach eram um jovem casal e já esperavam um filho o que para os ciganos é a maior dádiva de Deus.A caravana seguia tranqüila eram 7 carroças carregadas de especiarias que traziam das longínquas terras do oriente .O irmão mais novo de Ramiro o pequeno Ruam viaja em outra carroça com seus primos pois a carroça de Ramiro esta muito carregada, quando chegarem a vila do povoado o lucro certo vai ajudar muito nesta época tão difícil.
Tropel de cavalos ao longe anunciam o perigo e as carroças se põem em correria é preciso chegar a vila pois a esta hora tropel de cavaleiros só indica uma coisa, ladrões.
Na entrada da vila a carroça de Ramiro tomba e ele e a mulher são socorridos pelos padres do monastério de Santo Thomas mas a carroça onde esta Ruam não tem a mesma sorte é saqueada e só por milagre o garoto sobrevive e foge em outra carroça.

Passam-se 35 anos desde a noite que Ruam perdeu-se do irmão, ele voltou ao monasterio, mas la disseram que o casal tinha partido atrás do bando na manha seguinte e nunca mais voltou. Ruam agora era líder de um dos maiores grupos de cigano da Europa, seu grupo viajava com 26 carroças, vendiam objetos de cobre, produziam utensílios domésticos e especiarias do oriente e até alguns objetos de ouro e prata. O povo não tinha tanto preconceito agora porem a burguesia e os comerciantes que pagavam impostos não gostavam da concorrência e reclamavam aos representantes do rei que vinham cobrar tributos. O rei da Espanha fazia vista grossa pois tinha coisas mais importantes para fazer.Os comerciantes foram se queixar a igreja .
– Estes vagabundos não reconhecem Jesus , não vão a igreja, não se confessam e vivem fazendo adivinhações para as pessoas por onde passam.
Martin Francelino era um dos mais severos juízes do tribunal da inquisição.
Com uma criação rígida Martin considerava que os ciganos eram uma praga que deveria ser exterminada.
Martim era um homem influente em Roma e amigo pessoal do Papa e por isso estava na Espanha onde haviam muitas pessoas consideras hereges e também tinha feito uma limpeza na França e agora pretendia limpar a Espanha e o bando de Ruam seria o exemplo para que outros não viessem para aquelas terras.Em 3 meses de caça o grupo de Ruam havia sido exterminado, a maioria foi queimada por heresia e os que escaparam da fogueira foram levados junto com Ruam ao monastério de Santo Thomas em Ávila e ali seriam julgados e condenados .
Não tinha como Ruam não lembrar da rua e do pátio do monastério onde tinha perdido seu irmão.
Ao entrar no pátio do monastério Martim aclamado pelos que ali estavam e o monge que o recebeu lhe disse :
– É bom ter vossa excelência de volta aqui sempre será sua casa, o cardeal chefe do priorado esta acamado, mas faz questão de sua visita e pede que vá velo assim que puder.
-Sim ,quero resolver isto o quanto antes, se este tal Ruam aceitar a Nosso Senhor e renunciar as praticas de bruxaria vou lhe dar o perdão papal para que vejam que queremos salvar as almas e não queimar os homens.
-Vossa excelência me perdoe mas não acho correto, podemos salvar a alma mas o homem já esta perdido pelo pecado.
-Também acho, mas o Papa quer mostrar benevolência a esta gente para melhorar a imagem da Santa Igreja e pra mim é a mesma coisa queima-lo aqui
ou no inferno.
Ruam era um homem de bom coração e considerava as praticas da igreja como uma agressão as pessoas de valor que só faziam o bem.
Ver seu povo destruído tinha colocado ódio em seu coração ,mas sabia que seu fim estava próximo e não tinha nada mais o que fazer .
Durante anos lutou por seu povo e pelas idéias de liberdade e agora não mudaria; estava disposta a morrer na fogueira só para não aceitar que outro homem ditasse-lhe regras de como viver.
Martim comandou, assistiu e participou de muitas horas de tortura e não se amolecia facilmente, levar alguém a morte pela tortura pelo simples fato de não aceitar beijar a mão de um cardeal era coisa normal para ele.
Ruam foi torturado por 2 dias com o cuidado para que não morre-se pois Martim queria sua conversão, Ruam ainda disse a Martim que não se importava de morrer ali, pois já erra pra ter morrido a muito tempo.
Ruam enquanto era torturado relatou a sua historia ao seu torturador mas Martin não se comovia com estas ladainhas como ele mesmo dizia.
Ruam morreu na fogueira no dia seguinte.
Martim havia terminado seu trabalho e foi se despedir do cardeal.
O cardeal já estava muito velho e vendo chegar sua hora precisava abrir seu coração.
-Martim sinto chegar minha hora, e não quero levar comigo o segredo que guardo sobre sua família.
-Como assim minha família ,minha mãe e meu pai eram comerciantes da vila e morreram da peste negra, fui criado aqui pelo senhor; o senhor é minha família e ainda não é sua hora.
-Esta não é toda a verdade, sua mãe e seu pai eram perseguidos por ladrões e tombaram a carroça em que estavam bem nas portas do monastério, quando você nasceu eles foram embora pois não queriam que você fosse perseguido como eles.
Martim não falou nada e se retirou, ele sabia agora que era cigano e que havia perseguido e torturado seu povo e pior tinha mandado pra fogueira o único parente vivo que sabia que tinha Ruam.
Martim foi encontrado na torre do monastério onde se enforcou na mesma noite .
No mundo espiritual se tornou o Exu Corcunda por carregar nas costas os pecados cometidos pelas mentiras de um mundo perfeito.

BRUXO MAGO NEGRO

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s