EXU CAPA PRETA II ( O NOVO ERRO) PARTE 1

EXU  CAPA PRETA  ll O Novo Erro ( parte l )

 

 

“Pai Jaú, falecido em 1989, ex-atleta de futebol do Corinthians, declarou certa feita numa reunião do Superior Órgão de Umbanda do Estado de São Paulo (SOUESP), que várias vezes havia sido preso e sua libertação ocorrera por ordem direta de Getulio  Vargas com quem mantinha relações cordiais.

Muitos terreiros surgiram do kardecismo ou foram fundados por espíritas que recebiam caboclos e pretos-velhos, especialmente foi marcante a influência da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade, a qual funcionava no bairro de Neves, em São Gonçalo, fundada a 16 de novembro de 1908, seguindo inicialmente o Espiritismo codificado por Allan Kardec.

Em 1908, o médium Zélio Fernandino de Moraes, sob a influência do Caboclo das Sete Encruzilhadas, recebeu a incumbência de fundar sete centros, os quais foram instalados na cidade do Rio de Janeiro, entre 1930 e 1937, com os nomes de Tenda Espírita. Ressalta-se que tenda, na época, eram as casas que funcionavam em sobrados, comuns na cidade, enquanto o termo terreiro era aplicado aos centros que funcionavam no mesmo plano da rua.

As sete tendas:

Tenda Espírita São Pedro

Tenda Espírita Nossa Sra. da Guia

Tenda Espírita Nossa Sra. da Conceição

Tenda Espírita São Jerônimo

Tenda Espírita São Jorge

Tenda Espírita Santa Bárbara

Tenda Espírita Oxalá.

 

É importante frisar que a Tenda Espírita São Jorge, ao contrário das demais fundadas pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas, sempre realizou sessões de exu, contrariando o ritual estabelecido.”

 

FONTE: wikipedia.org

 

 

                                                         A  Assembléia

 

-Silencio, silencio idiotas  o Maioral  vai falar.

-Senhores, peço que mandem seus escravos para fora  o assunto que tenho a tratar  ainda  deve permanecer  entre  nós  apenas.

Não sei exatamente em que ano  estávamos  mas aquela assembléia  ficaria na historia  como uma das mais importantes da qual participei, talvez só perdesse em importância pra o dia que  fui reconhecido  como Exu Capa Preta.

Por meu trabalho e dedicação já havia conseguido uma cadeira  bem próximo ao Maioral  e o respeito  dele e de quase todos  os outros Exus, havia ainda alguns  com quem a cordialidade era difícil  devido ao orgulho  ferido por terem perdido  o lugar  pra mim  junto ao conselho .

Depois que Tatá  se retirou com o intuito  de se preparar para reencarnar eu havia passado  por muitas  disputas e vencido quase todas, algumas  não foram possíveis , mas fiz minha parte e se a derrota veio  tenho certeza que não por falta de minha dedicação.

-Senhor muito em breve se abrira mais uma frente de trabalho no plano material e nosso trabalho dobrara e ficara mais difícil, teremos que nos unir  mais e mais, pois haverá dias em que irmãos  se confrontaram em guerras criadas por aqueles não respeitam ou não conhecem a lei.

-Peço que se preparem para o trabalho, procurem trocar conhecimentos  e conhecer  rituais  de magia, pois serão necessários ao enfrentar inimigos poderosos, ao senhores será concedido o direito de comunicação direta com os  encarnados através de incorporação, mas devem apenas orientá-los e nunca devem mexer com o equilíbrio, os senhores  são o fiel da balança, não esqueçam que  a evolução de cada um ainda depende de suas atitudes e agora serão  tentados por ofertas grandiosas, tomem cuidado  com o que  vão fazer ou voltarão  a ser escravos  por não respeitarem a lei.

– Com o tempo passarei mais informações, por  enquanto tragam as escravas e as bebidas  que já chega de conversa.

-Senhor !

-Pode falar  Ex Corcunda.

-Tenho duas escravas  que já  estão prontas para assumir  frentes de trabalho sozinhas pois  já reconheceram a lei.

– Agora não, apresente nas na próxima assembléia  que veremos  o que fazer  com elas.

-Tragam a bebida logo  malditos .

Eu gostava  daquelas reuniões, sempre havia muita bebidas  e festas com mulheres , mas aquele dia fiquei preocupado com o que o Maioral tinha dito; eu  estava acostumado  a trabalhar com os encarnados mas o Maioral falou em algo novo  e novidades sempre  me deixavam  preocupado.

                            

 

 

    O INICIO

 

Rio de Janeiro   ano de 1923.

 

Bom como estou acostumado a fazer  uma corrida na praia antes de ir pra escola e tinha saído mais cedo  resolvi passar na casa de meu pai para ver a velha Maria  uma empregada  que tinha me criado e que  era muito bondosa e cheia de carinho por mim e que agora estava adoentada.

Meu pai era um bem sucedido empresário do ramo  de cereais, Cereais Augusto. Quem tinha começado a  empresa era meu avô que recebeu do seu pai ou do avô dele  não me lembro bem da historia, meu pai é que sabe, bom enfim, alguém tinha ou trabalhava num garimpo   e ficou rico  e até hoje vivemos  dos frutos desta   herança.

 Minha mãe  não conheço  ela faleceu quando eu nasci  e meu pai teve  que se arranjar sozinho comigo e com os negócios da família , até o dia que conheceu Andréia a minha madrasta, alias o motivo  de não morar mais  em casa, mas não quero nem lembrar dela.

Fui criado pela Maria, que eu chamo de velha carinhosamente pois  tem 50 anos e meu pai diz que quem tem menos de  70 não é velho.

-Bom dia Junior.

-Não gosto que me chame de Junior, meu nome é Carlos Augusto Maciel Junior mas não me chame de Junior.

-Ta bom  meu menino.

-Se me chamar de Junior não será mais minha velha do coração, como esta a senhora?

-Estou melhor, mas hoje a noite vou la, quer ir junto?

O la  que ela falava era a casa  de Candomblé  que ela ia escondida do meu pai  que nem imaginava que eu também ia desde pequeno com a  Maria, só que na época para escutar os tambores e agora ia pelas meninas  que sempre estavam la, mas eu nunca disse pra Maria  porque que eu ia la.

-Hoje não posso, cadê o velho já foi trabalhar?

-Sim  mas a dona Andréia ainda esta deitada.

-Nem me fale no nome desta mulher.

-Bom tenho que ir , amanhã passo aqui para saber como você esta.

  Fui para  escola e depois fui trabalhar   na  loja de  meu pai  como fazia todos os dias.

O gerente  da loja era um senhor muito serio e competente  e eu gostava muito dele o único defeito é que gostava de jogo vivia  no cassino recém inaugurado em Copacabana mas cada um com seu  jeito de viver  uns vem para ganhar dinheiro outros para perder.

Na manha seguinte  passei pra ver minha velha.

-Bom dia Junior.

-Não vou mais falar com a senhora.

-Vai sim tenho um recado  do meu Babalorixa pra você menino.

-Que recado?

 

 

EXU CAPA PRETA   ll O Novo Erro  (Parte ll )

 

Ele disse pra você parar com as idéias  que esta tendo e  tentar se acertar com dona Andréia  pois ela é boa pessoa.

-Não estou tendo nenhuma idéia e a Andréia não presta, onde já se viu uma mulher de 24 anos casar com um homem de 62  e dizer que  é amor, que amor?

-Ela é boa pro seu pai e se não fosse ela não sei o que seria dele, na época ele estava  muito triste e não  fazia nada certo  quando conheceu ela recuperou o gosto pela vida.

-Por favor, uma mulher como ela podia ter o homem que escolhesse e escolheu um velho! Só pode ser pelo dinheiro dele, alias dele  só não meu  também.

-Acho que  você tem é ciúmes do seu pai.

-Sabe de uma coisa volto   amanha  a senhora não esta bem, fica com Deus.

-Não precisa gritar, não sou velha e nem surda, seu moleque mal agradecido só te  falei por que  meu Babalorixa pediu pois foi….

-Volta aqui  não terminei de falar.

Ela ficou la falando mas eu  sai  rápido e nem escutei o que ela falava, ora era só que me faltava eu estar com ciúmes do velho, mas afinal não entendi será que eu com ciúmes dela com meu pai ou  do meu pai com ela? Que bobagem!

Passou  algum tempo  e notei que meu pai andava meio preocupado.

-O que esta acontecendo velho?

-Se me chamar de velho  vou fazer como a Maria e te chamar de Junior .

-Ta bom pai, mas o que  esta preocupando o senhor?

-Nada.

-Como nada, vejo o senhor   falando sozinho  e quieto  pelos cantos ,antes tava sempre sorrindo e brincando com os empregados.

-Como antes, antes do que?

-Não sei, por isso estou lhe perguntando.

-Se quer mesmo saber vou te falar porque  isto tudo um dia será seu  e quero que aprenda a cuidar mesmo.

-Mas do que o senhor esta falando? 

-Alguém esta roubando o caixa   da loja e pelo jeito também vendendo  cereais escondido  pois  fizemos  a conferencia do estoque e não fechou.

-Pai não  fique tão preocupado logo o senhor descobre  ou então de um aumento pra os empregados que param de roubar  é fácil  resolver.

-Acha que não pago bem meus empregados?  Muitos já trabalharam  como escravos pra nossa família  o dinheiro que temos hoje  veio das minas de diamantes onde escravos  davam a vida por uma pedra e não ficavam com nada.

-Tá pai .

-Tá pai, é só isso que  sabe dizer? Não estou preocupado com o dinheiro  isso temos de sobra ,o que me preocupa é que só consegue nos roubar alguém em quem temos  confiança e é isto que não aceito.

-Deixa que vou descobrir  quem é, alias já tenho minhas desconfianças.

– E quem seria?

-Simples o seu Osvaldo.

-Que isso menino  o seu  Osvaldo é o melhor gerente que já tive e depois de você seria o meu braço direito.

-Então porque ele é o gerente e eu  um empregado no balcão?

-Pela experiência  filho.

-Bom mas ele  gosta de jogo o senhor sabia?

-Sabia sim, mas o que ele faz com o dinheiro dele é problema dele.

-É mas  se  o dele terminar e fácil  jogar com o nosso.

-Bom  então vou seguir seu conselho e dar um aumento pra ele  e ver se ele esta precisando de algo, talvez esteja em algum aperto, não justifica mas o desespero  as vezes leva um homem correto a cometer erros.

-Vou ficar de olho nele  e o Zeca do deposito.

-Porque não vai jantar la em casa  hoje?

-O senhor sabe  por que.

-A Andréia sempre fala bem de você  não sei por que  não gosta dela.

-Qual quer dia prometo jantar com o senhor.

 

 

 

                                           A  Desconfiança

 

-Seu Osvaldo venha a te minha sala gostaria de conversar com o senhor.

-Já vou indo doutor  Augusto, quer que eu leve um café?

-Não vamos tomar algo mais forte já é quase hora do almoço.

-Que isso doutor  Augusto!

-Ora  Osvaldo preciso tomar algo e quero conversar com o senhor, ser dono da empresa tem suas vantagens.

-Tá certo o senhor quem manda doutor.

-Sente ai fique a vontade  a conversa não é de  negócios.

– O que seria então  doutor Augusto.

-Para de me chamar de doutor, somos amigos.

-É o habito.

-O que me diria se eu lhe disse-se que  estou sendo roubado por alguém de confiança?

-Diria que esta confiando nas pessoas erradas.

-Pois é  mas o que posso fazer não tenho nem certeza de quem seja  só  sei que estou sendo roubado,por que o caixa da empresa  não tem fechado.

-Porque não me disse?

-Por que não queria criar um clima de desconfiança entre funcionários e pensava poder descobrir e resolver sem fazer alarde pois talvez a pessoa esteja passando  por alguma dificuldade  e por isso esta cometendo este erro.

-Entendo.

-Conversei com meu filho hoje   e   só ele e você  sabem disto .

-Conheço uma pessoa que pode lhe ajudar a descobrir quem é.

-Não vou colocar alguém investigando aqui.

-Não é isso, não sei qual sua fé  mas conheço um babalorixa, um pai de santo  que pode  lhe dar o caminho .

-Você acredita nestas coisas Osvaldo?

-Já tive provas; pegue o endereço, não custa.

-Vou mesmo, se ele não descobrir pelo menos peço  faça alguma coisa para juntar a Andréia e o  Junior para um jantar,  se ele for mágico claro.

-Já vi que não acredita.

-Me de o endereço vou lá amanhã pela manhã.

 

                                       

                                         A Curiosidade

 

-Bom dia dona Maria.

-Bom dia  seu Augusto, já vou servir seu café.

-Não precisa eu não vou trabalhar hoje pela manhã.

-Vai pegar uma praia  seu Augusto?

-Não tenho tempo pra estes luxos como a Andréia  e também não gosto de arreia; me diga uma coisa  Maria, a senhora  acredita nestas coisas de cartomante, espiritismo , pai de santo?

-Claro que acredito, posso perguntar  por que da pergunta?

-Por que  um amigo esta com problema e perguntou se eu conhecia alguém.

-Se o senhor quiser tenho e endereço de um  que é muito bom.

– Se meu amigo precisar eu pego com a senhora; bom vou indo  tenho que encomendar uns materiais  e depois vou trabalhar, diga a Andréia que não venho almoçar hoje.

       

 

                                     O  Bom Filho a Casa Torna

 

-Escravo já mandei chamar o Exu  Capa Preta.

-Ele já esta chegando meu senhor; olha ele ai.

-Então vá   de uma vez imundo antes que eu lhe mande pro buraco de onde por mim  não tinhas saído.

-Mandou me chamar Maioral?

-Sim, sabe  que admiro seu trabalho e seu esforço Silvério.

-Por que  me chamou  de Silvério senhor?

-Quero que lembre  seu nome, pois um amigo seu esta  chegando do plano terrestre.

-Gostaria de esquecer este nome e não me lembro de nenhum amigo que possa estar chegando, meu amigo  no plano terrestre era o negro Tatá mas reencarnou faz pouco tempo  e estou me preparando  para trabalhar com ele  quando ele estiver pronto.

-Sei, mas as coisas mudaram, ele já desencarnou e esta  sendo preparado para a nova realidade  pois não se adaptou ainda.

-Como  o que aconteceu ? Venho esperando  a oportunidade  de trabalhar diretamente  no plano terrestre e me foi dito que seria com ele.

-E será  com ele  só vai demorar um pouco mais, ele não sofrera longas  punições desta vez.Os mestres  do plano superior  vão mandar ele pra nós apenas para uma conversa  e deixar as vibrações mais afinadas para não corrermos o risco de acontecer o que aconteceu.

-Mas o que aconteceu?

-Ele foi envenenado, é só o que posso lhe falar agora. Será-lhe permitido velo, mas  não falara com ele.

-Entendo , em que ano estamos ?

-É 1940 mas ele desencarnou em 1923, logo se apresentara aqui e voltara  com certeza ao plano terrestre  entre os anos de 1967 e 1973.                                         

 FINAL  DA SEGUNDA PARTE

EM BREVE A TERCEIRA PARTE 

 

 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s